Brasil Econômico

O Brasil voltou a registrar redução no número de vagas de emprego formal em outubro. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados nesta quinta-feira (24) pelo Ministério do Trabalho e mostram que o País perdeu 74.748 vagas formais no período. De acordo com o levantamento, este foi o 19º mês seguido resultado negativo. O último mês que teve desempenho positivo foi março de 2015, quando foram criadas 19,2 mil postos de trabalho.

+ Empresário do comércio está mais confiante com a economia, aponta a CNC

O resultado foi menos pior que o apresentado em outubro de 2015, quando houve fechamento de 169.131 vagas de emprego . No acumulado do ano, o Caged registrou 751.816 postos a menos. Nos últimos 12 meses, o País acumula queda de 1,5 milhão de postos de trabalho. Os setores que tiveram as maiores perdas de vagas formais foram construção civil (-33.517 postos), serviços (-30.316 postos) e agricultura (-12.508 postos).

undefined
iStock
Apenas o setor do comércio criou mais empregos do que fechou no mês de outubro

+ Governo anunciará novas medidas para melhor acesso ao programa Tesouro Direto

No mês passado, apenas o setor do comércio apresentou saldo positivo, com a criação de 12.946 postos de trabalho. Com resultado positivo de 9.578 postos de trabalho, o comércio varejista teve a maior participação no resultado do setor. O comércio atacadista teve 2.918 vagas a mais.

A indústria da transformação, que havia apresentado saldo positivo em agosto e setembro, fechou 5.562 vagas em outubro. Apenas três dos 12 subsetores que compõem a categoria apresentaram aumento do número de postos de trabalho. Entre eles, a indústria de produtos alimentícios (+ 4.256 postos), calçados (+ 2.182 postos) e mecânica (+387 postos).

A perdas mais significativas foram registradas em São Paulo (-21.995 postos) e no Rio de Janeiro (-20.563). Por outro lado, os Estados que mais geraram vagas foram Alagoas (5.832), Rio Grande do Sul (2.386), Sergipe (1.932 postos) e Santa Catarina (1.267 vagas). No levantamento por regiões, o Sudeste apresentou a maior queda, com perda de 50.274 postos em outubro. A região Sul teve o melhor resultado, com 3.266 postos de trabalho a mais em outubro.

+ INSS libera segunda parcela do 13ª aos aposentados e pensionistas

Divulgado desde 1992, o Caged apura o estoque de vagas formais de emprego no País calculando a diferença entre contratações e demissões. Os dados são levantados com base em declarações enviadas pelos empregadores ao Ministério do Trabalho.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários