Tamanho do texto

Fazendo uma comparação com o ano passado, foi registrado um aumento de 8,2%. Em 2015, foram pagos R$ 182 bilhões em décimo terceiro

Empregados formais correspondem a 58,9% das pessoas que vão receber o décimo terceiro
Marcos Santos/USP Imagens
Empregados formais correspondem a 58,9% das pessoas que vão receber o décimo terceiro

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), devem ser injetados por volta de R$ 197 bilhões na economia brasileira, devido ao pagamento do décimo terceiro salário. Esta valor representa por volta de 3% do todo o Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Cerca de 84 milhões de trabalhadores devem receber o benefício de final de ano, que tem um valor médio que gira em torno de R$ 2,1 mil.

+ Demissões no País atingem maior taxa em 4 anos; veja direitos do trabalhador

Fazendo uma comparação com o ano passado, é registrado um aumento de 8,2%. Em 2015, foram pagos R$ 182 bilhões em décimo terceiro . No entanto, ao considerar somente os trabalhadores formais ativos, o ano atual registra uma baixa de 3,4% em relação aos valores pagos no último ano.

Para fazer esta projeção, o Dieese se baseia nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), bem como no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Além disso, a entidade também leva em consideração os dados obtidos por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que é realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Previdência Social e da Secretaria do Tesouro Nacional.

+ Arrecadação de impostos tem queda e soma R$ 94 bi, pior resultado em sete anos

Entre todos os trabalhadores que serão beneficiados com a bonificação extra de final de ano, cerca de 33,6 milhões (39,9% ) são profissionais já aposentados ou pensionistas da Previdência Social. Considerando somente os valores recebidos por estas pessoas, deve ser pago algo em torno de R$ 41,3 bilhões. Isso representa cerca de 21% de todo o valor pago no período.

Os empregados formais correspondem a 58,9% das pessoas que vão receber o benefício, totalizando 49,5 milhões de trabalhadores. Este grupo vai receber algo em torno de 68,5% dos valores que serão aplicados na economia brasileira por conta do pagamento da remuneração de fim de ano, o que representa um total de R$ 134, 7 bilhões. Os empregados domésticos, que representam 2,5% dos trabalhadores e 1,1% do valor dos pagamentos, estão inclusos neste grupo.

+ Brasil tem 12 milhões de desempregados, aponta IBGE

As pessoas  aposentadas pelo regime próprio da União representam 1,2% dos beneficiados – o que totaliza 982,2 mil pessoas. Essa parcela será destinatária de 4,2% dos recursos pagos devido ao décimo terceiro, ou seja, R$ 8,2 bilhões.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.