Tamanho do texto

Investigações detectaram que empresas adquiriam créditos para quitar débitos fiscais, pagando valores inferiores ao devido junto à Fazenda Federal

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (19) a Operação Java para reprimir um esquema de fraudes nas compensações de créditos tributários junto à Receita Federal em seis Estados e no Distrito Federal. A polícia cumpre 42 mandados judiciais, sendo 12 mandados de prisão temporária, 12 de condução coercitiva e 18 de busca e apreensão.

+ Receita e Procuradoria da Fazenda criam grupos de combate às fraudes fiscais

De acordo com a Polícia Federal, a organização criminosa investigada se especializou em fraudar a Receita por meio de compensações tributárias fraudulentas, utilizando créditos fantasmas para quitar dívidas de empresas com o fisco por meio do programa Pedido Eletrônico de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação.

+ Presidente do BC se reúne com diretores para decidir taxa básica de juros

As investigações detectaram que várias empresas adquiriam esses créditos para quitar débitos fiscais, pagando valores inferiores ao devido, para demonstrar regularidade junto a Fazenda Federal e participar de licitações públicas.

Participam da operação 150 policiais no Distrito Federal e nos estados da Bahia, Goiás, Pará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

+ Vendas no varejo paulista têm segunda alta seguida em julho, diz FecomercioSP

O nome da operação “Java” é uma linguagem de programação orientada a objetos utilizada para a programação de diversos programas, inclusive da Receita Federal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.