Tamanho do texto

Sabe o que colocar e o que evitar no "business plan"? Veja dicas para entregar um documento ideal para sua audiência, de acordo com um especialista

Brasil Econômico

Plano de negócios é um documento escrito que descreve a natureza da empresa, vendas e a estratégia de marketing
iStock
Plano de negócios é um documento escrito que descreve a natureza da empresa, vendas e a estratégia de marketing

Toda empresa séria precisa ter um plano de negócios para funcionar: seja para providenciar direcionamentos para funcionários ou para atrair investidores. Não importa, é legal produzir um documento para que as informações e orientações sobre a companhia sejam esclarecedoras e eficientes. 

Para fazer um bom plano de negócios , algumas orientações básicas são:

- Sumário executivo – texto curto sobre o seu negócio

- Descrição da companhia – o que é feito na empresa

- Análise de mercado – pesquisa sobre indústria, mercado e competidores

- Organização e gestão – estrutura de negócios e gerenciamento da empresa

- Serviço e vendas – como você “venderá” seus serviços/produtos e suas estratégias de vendas

- Financiamento – quanto dinheiro você necessita para os próximos 3 ou 5 anos

- Projeções financeiras – fornecem informações tais como balanços

- Apêndices – uma seção opcional que inclui resumos e licenças

Porém, mesmo com tais orientações, começar a fazer pode ser difícil. Por isso, ao site Entrepreneur, o corretor e empreendedor John Rampton traça algumas dicas que vão facilitar sua vida na hora de fazer seu plano de negócios.

1. Pesquise, pesquise, pesquise

“Pesquisar e analisar seu produto, seu mercado e sua especialização objetivamente”, escreveu Bill Pirraglia, um ex-executivo financeiro e de gestão sênior. “Considere gastar o dobro do tempo pesquisando, avaliando e pensando do que você gasta escrevendo seu plano de negócios”, completa.

Para escrever algo perfeito, você deve conhecer a fundo não só sua companhia, mas seus produtos, seus competidores e seu mercado. Em outras palavras, é sua responsabilidade saber tudo o que você puder sobre a indústria na qual está entrando. Leia o que puder sobre isso e fale com seu público-alvo. 

2.  Tenha propósito

Um “business plan” é um documento escrito que descreve a natureza de seus negócios, as vendas e a estratégia de marketing, assim como os fundos de financiamento com projeções de lucros e perdas. Entretanto, ele pode servir para diferentes tipos de propósitos. Por isso, é legal manter em mente de que esse documento deve ser como um roteiro que dá direcionamentos para que uma empresa possa planejar seu futuro, evitando solavancos na estrada.

+ 5 hábitos de líderes produtivos para você se inspirar, já!

Agora, se a sua ideia é atrair investidores, então você deverá escrever um documento específico, direcionado a eles, sendo claro e conciso. 

3. Crie um perfil da companhia

O perfil da empresa inclui sua história, o que ela produz, qual serviço oferece, qual seu público-alvo, suas fontes, como faz para resolver problemas e o que torna seu negócio único.
Perfis de empresas geralmente são encontrados em sites oficiais e usados para atrair potenciais consumidores e/ou funcionários. Contudo, seu perfil pode ser usado para descrever sua empresa em seu plano de negócios. Não é somente um componente essencial, mas também uma das primeiras coisas que devem aparecer no documento escrito.

Ter um perfil faz com que os outros passos se tornem mais fáceis de serem constituídos. 

4.  Documente tudo

Os investidores querem ter certeza de que seu negócio vai fazê-los ganhar muito dinheiro. Por causa dessa expectativa, eles querem saber tudo sobre sua empresa. Para ajudar nesse processo, documente tudo o que puder: suas despesas, fluxo de caixa e projeções da indústria. Também não se esqueça daqueles detalhes aparentemente “menores”, como sua estratégia de localização e acordos de licenciamento. 

5. Tenha estratégia de marketing

Um documento perfeito sempre vai incluir um planejamento de marketing estratégico e agressivo. Isso normalmente inclui a realização dos objetivos de marketing como:
- Introduzir novos produtos;

- Estender ou recuperar o mercado para produtos existentes;

- Entrar em novos territórios;

- Impulsionar as vendas de um determinado produto, mercado ou faixa de preço. Para onde vai este negócio? Seja específico;

- “Empacotar” um produto com outro;
- Celebrar contratos de longo prazo com clientes desejáveis;

- Aumentar os preços sem cortar os números de vendas;

- Refinar um produto;

- Ter uma estratégia de marketing de conteúdo;

- Melhorar a fabricação de entrega / produto;

Vale lembrar que cada uma dessas metas deve ter diversos objetivos e táticas para que sejam alcançadas. “Nas seções de objetivos para seus planejamentos de marketing, você deve focar em “o que” e “como” suas tarefas devem ser realizadas. Na seção de implementação, você deve focar na prática, facilidades e dificuldades da área, quem, onde, como e quando. Esta é a vida na trincheira de marketing”, escreve o empreendedor.

+ 5 lições que devemos saber sobre o mundo dos negócios

Claro, alcançar objetivos de marketing exige dinheiro. Assim, seu plano deve conter uma seção na qual você colocará orçamentos para cada atividade projetada. Isso pode ser benéfico para você criar e separar budget para cada horários internos (equipe) e custos externos.

6. Adapte de acordo com sua audiência

Potenciais leitores de um ‘business plan’ podem ser de um grupo variado: desde bancários e capitalistas de risco até empregados. Embora tenha um grupo diverso de leitores, é um documento finito. E cada tipo de leitor deve ter certo interesse. Se você sabe quais são esses interesses, poderá se certificar de levá-los em conta na elaboração de um plano para esse público específico.

Por exemplo, bancários podem estar mais interessados em balanços e fluxos de caixa, enquanto capitalistas de risco estão procurando por conceitos básicos de negócios e no seu time de gerenciamento. O gerente de sua equipe, porém, vai usar o plano para “lembrar-se de seus objetivos”.

Por causa disso, é necessário de que você se certifique de que possa modificar, adaptar seu plano de acordo com a audiência. Entretanto, tenha um limite nessas alterações. Isto significa que, quando partilha projeções financeiras , mantenha dados. 

7.  Explique por que você se importa

Se você está compartilhando seu plano com um investidor, cliente ou membros da equipe, ele precisará mostrar sua paixão, dedicação. Você poderia discutir os erros com que aprendeu, os problemas que está esperando ter para resolver, listar valores, e o que faz se destacar da concorrência.

Ao explicar por que você se importa com a empresa e com o setor do mercado, cria uma conexão emocional com as outras pessoas, com quem está lendo seu plano de negócios , fazendo com que elas te apoiem, comprem a ideia de sua empresa e ajudem com que isso vá para frente.