Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
Marcos Santos/USP Imagens
É importante ficar atento ao limite de garantia de R$ 250 mil para adquirir um CDB

Para conseguir o dinheiro necessário para o financiamento de suas atividades relativas crédito, os bancos brasileiros costumam emitir títulos aos consumidores. O CDB – Certificado de Depósito Bancário – é um desses títulos. Isso faz com que, ao realizar este investimento, o cliente esteja basicamente concedendo um "empréstimo" ao banco, recebendo uma rentabilidade diária em troca. 

LEIA: Veja quatro dicas para fazer bons negócios e conseguir descontos

O CDB  é dividido em três principais modelos: prefixado, pós-fixado e aqueles que pagam juros somados a um índice de inflação. No prefixado, quem está investindo negocia uma taxa previamente definida com o banco, recebendo o valor combinado durante todo o período  de vigência do título. 

No modelo pós-fixado, que é o mais comum, é utilizada uma taxa de referência para definir a rentabilidade do investimento. O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é a principal delas, estando sempre muito próxima à taxa Selic (taxa básica de juros).

LEIA MAIS: Veja quatro dicas para fazer o controle de finanças pessoais

No Certificado de Depósito Bancário em que a taxa varia seguindo índices de inflação, principalmente o IPCA, e uma taxa de juros previamente fixada, o investidor consegue angariar o IPCA e mais 5% ao ano para adquirir o título. 

Como investir?

Para investir em um Certificado de Depósito Bancário, o primeiro passo é escolher um banco para fazer a emissão. Você não é obrigado a comprar o título com a mesma instituição financeira em que você possui conta. Portanto, pesquise bastante e verifique qual das opções oferece a maior remuneração. 

Além disso, é importante avaliar qual o modelo mais recomendado para você e para o momento. O prefixado é mais recomendado para quando a taxa de juros está muito elevada, mas tende a cair, enquanto os pós-fixados são indicados para os momentos em que a tendência é de manutenção ou elevação da taxa. O modelo da inflação mais os juros é recomendado para as pessoas que desejam proteger seu poder de compra no longo prazo e, ao mesmo tempo, obter ganho real. 

LEIA TAMBÉM: Adora usar emojis? Veja 5 dicas para não errar nas mensagens corporativas

É importante, no entanto, ficar atento ao limite. O Fundo Garantidor de Crédito oferece garantia de aplicações no valor de até R$ 250 mil por instituição financeira. Portanto, ao adquirir o CDB, procure respeitar este teto para ter mais segurança. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários