Tamanho do texto

Autoridades sul-coreanas têm atuado de forma agressiva contra a empresa alemã desde que ela admitiu ter falsificado testes de emissão de poluentes

Volkswagen é acusada de falsificar documentos de emissão e manipular relatórios sobre ruídos para receber certificações
Michael Probst/AP - 22.9.15
Volkswagen é acusada de falsificar documentos de emissão e manipular relatórios sobre ruídos para receber certificações

O Ministério do Meio Ambiente da Coreia do Sul retirou a certificação de 80 modelos vendidos no país pela Volkswagen, uma decisão que cobre 83 mil carros, vendidos ou não vendidos, e multou a empresa em 17,8 bilhões de wons (US$ 16,1 milhões). O órgão disse ainda que pode emitir uma ordem de recall para quaisquer dos carros afetados que já estão no mercado.

LEIA MAIS: Com vendas em queda, montadoras tentam rever benefícios de empregados

Embora a Coreia do Sul seja um mercado relativamente pequeno para a montadora alemã, autoridades locais têm atuado agressivamente contra a companhia, desde que ela admitiu em 2015 ter falsificado testes de emissão de poluentes.

A Volkswagen já foi acusada por autoridades sul-coreanas de falsificar documentos de emissão e manipular relatórios sobre ruídos para receber certificações. Um graduado executivo da empresa foi preso e acusado de enviar dados manipulados e outros empresários da montadora foram interrrogados.

Na Alemanha, o ministro das Finanças da região da Baviera, Markus Soeder, informou que o Estado planeja processar a Volkswagen pelas perdas em um fundo de pensão estatal. 

LEIA MAIS: EUA processam Volkswagen por propaganda enganosa de veículos a diesel

* Com informações do Estadão Conteúdo