A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou o reajuste que varia entre 8% e 8,84% dos tetos das tarifas cobradas no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. Com isso, as taxas de embarque, conexão, pouso, permanência e capatazia (movimentação e manuseio de mercadorias) ficam mais caras.

undefined
José Cruz/Agência Brasil
Anac autorizou nesta sexta-feira (22) concessionária do Aeroporto Internacional de Brasília a aumentar taxas

A concessionária do terminal deverá anunciar aos passageiros os novoso valores, que passam a ser cobrados em até 30 dias, de acordo com a decisão publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (22).

Com o aumento, a taxa de embarque, por exemplo, custará R$ 20,45 em voos domésticos e R$ 36,19 em voos internacionais. Já a taxa de conexão, por passageiro, passará para R$ 9,42.

Aniversário

Os novos valores foram definidos exatamente um ano após a Anac autorizar o mesmo aeroporto a reajustar as tarifas. À época, as tarifas subiram entre 7,5% e 8,9% .

*Com informações do Estadão Conteúdo e Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários