Agência Brasil

undefined
Carta
Mesmo com Brexit, diplomata afirma que as mais de 300 empresas britânicas continuarão no País

Muitas especulações surgiram após o referendo no Reino Unido que decidiu pela saída da União Europeia. Aqui no Brasil, houve dúvidas sobre as relações comerciais entre os países. Porém, segundo garantiu o encarregado de negócios da Embaixada Britânica no Brasil, Wasim Mir,   a saída da União Europeia (conhecida pelo termo em inglês Brexit) não afetará as parcerias comerciais com o Brasil.

Wasim Mir participou nesta quarta-feira (6) de um debate promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), na cidade de São Paulo. Dias após o referendo ( Brexit ), afirmou que “a relação entre o Reino Unido e o Brasil é antiga, mais até do que com a União Europeia. Houve altos e baixos, mas, nos últimos anos, fortaleceu consideravelmente”. 

Presença do Reino Unido no Brasil

No País, há mais de 300 empresas britânicas. E, segundo o diplomata, isso vai continuar. Além disso, o intercâmbio entre estudantes também será mantido, afinal, a quantidade de intercambistas brasileiros aumentou na Inglaterra nos últimos anos, com contribuições importantes na área da ciência.

LEIA MAIS: Brexit: quem pode lucrar com a decisão britânica de sair da União Europeia?

“Uma coisa que todos sabemos é que o mercado global não gosta de incertezas. É importante lembrar, mesmo com a instabilidade, que a Inglaterra sempre foi aberta a negócios. Nosso comprometimento com os parceiros não vai mudar”, garantiu.

O diplomata também destacou que o Reino Unido está entre as seis maiores economias do mundo, sendo a que mais cresceu no G7 (grupo dos sete países mais industrializados do mundo), em 2015. Para ele, as instabilidades da libra esterlina, moeda britânica, e dos valores nos mercados de ações britânicos após o Brexit serão momentâneos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários