undefined
BBC
Fed é o Banco Central dos Estados Unidos

O presidente da filial de São Francisco do Federal Reserve, John Williams, disse neste domingo (22)que a eleição presidencial não impedirá o banco central norte-americano de elevar as taxas de juros ainda este ano. "Provamos uma e outra vez que podemos atuar em anos de eleição presidencial", disse Williams, em entrevista ao canal de televisão Fox News. Ele acrescentou: "Nós fizemos isso antes, vamos fazê-lo novamente."

As autoridades do Fed aumentaram as taxas de juro de curto prazo em dezembro, depois mantê-los perto de zero desde o final de 2008. As autoridades estão atualmente estudando a possibilidade de aumentar as taxas em outra oportunidade ao longo deste ano. Williams disse que ele é a favor o aumento das taxas duas ou três vezes este ano.

Alguns analistas do banco central têm especulado que a iminência da eleição presidencial poderia impedir o banco central de tomar quaisquer novas medidas para evitar controvérsias em uma eleição já aquecida. Contestado, Williams garantiu que isso irá influenciar o pensamento do Fed. "Somos mais apolíticos do que você pode imaginar", disse Williams. Qualquer decisão de aumentar as taxas, ele disse, "seria baseado nos dados, com base na nossa análise."

Ele descreveu a decisão sobre o aumento da taxa como um equilíbrio entre duas forças. Por um lado, uma melhora da economia dos EUA justificaria taxas um pouco mais elevadas. No entanto, a economia também está cercada por incertezas, disse ele, destacando os riscos internacionais de fraqueza econômica na Europa e na Ásia, que jogam contra um aumento rápido e expressivo das taxas.

Williams tem a seu lado a história, que mostra que o banco central ajusta os juros mesmo em anos de eleição presidencial. O Fed aumentou as taxas durante os anos eleitorais de 1984, 1988, 2000 e 2004, e cortou as taxas de juros em 1992 e 2008. Em 2012, o banco central lançou a terceira rodada de seu controverso programa de compra de títulos, conhecido como afrouxamento quantitativo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários