Tamanho do texto

No confronto com janeiro do ano passado, recuo foi de 9,8%; essa é a 24ª taxa negativa seguida nesse tipo de comparação

Agência Brasil

Fábricas acumulam retração de 11,8% nos dois primeiros meses de 2016 
Arquivo/Agência Brasil
Fábricas acumulam retração de 11,8% nos dois primeiros meses de 2016 

Depois de ter iniciado o ano com ligeiro crescimento de 0,4% em janeiro, na série livre de influências sazonais, a produção industrial brasileira voltou a cair em fevereiro: 2,5%. Os dados da Produção Industrial Mensal Produção Física Brasil (PIM-PF) foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa indica que, na série sem ajuste sazonal, no confronto com janeiro do ano passado, a queda para o total da indústria foi de 9,8% em fevereiro, registrando a vigésima quarta taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação, porém menos intensa do que a observada em janeiro (-13,6%).

Com a redução de fevereiro, o parque fabril do país passou a acumular uma retração de 11,8% nos dois primeiros meses de 2016, comparativamente ao período janeiro/fevereiro do ano passado. Já a taxa anualizada, o indicador acumulado nos últimos 12 meses, fechou fevereiro com queda de 9%, a mais intensa desde os 9,4% de novembro de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.