undefined
AP Photo
Andrew Wiles, professor da Universidade de Oxford, ganhou um prestigioso prêmio de matemática

O matemático britânico Andrew Wiles, professor da Universidade de Oxford, ganhou um prestigioso prêmio da área de cerca de US$ 700 mil por ter resolvido o último Teorema de Fermat, que possui mais de 350 anos. As informações são do Business Insider.

Wiles resolveu o teorema em 1994, mas somente recebeu o Prêmio Abel agora. O comunicado do prêmio, considerado como um Nobel da Matemática, diz que este “era o problema por resolver mais famoso e duradouro da história desta área. A demonstração de Wiles não só foi o ponto alto da sua carreira – e um momento histórico para a matemática – como também o culminar de uma jornada pessoal extraordinária”.

O enigma vem do século XVII, quando o matemático francês Pierre de Fermat (1601-1665) o escreveu em seu exemplar do livro Aritmética, de Diofanto (matemático grego do século III d.C.): “Eu descobri uma demonstração maravilhosa, mas a margem deste papel é muito pequena para contê-la”, escreveu Fermat.

O teorema:  

"É impossível para um cubo ser escrito como a soma de dois cubos ou uma quarta potência ser escrita como a soma de duas quartas potências ou, em geral, para qualquer número que é uma potência maior do que a segunda, ser escrito como a soma de duas potências com o mesmo expoente”. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários