Tamanho do texto

Falta de planejamento e exposição da intimidade podem minar suas chances de crescimento perante clientes e empregadores

As mídias sociais são grandes amplificadoras de mensagens e têm sido usadas como ferramenta por empresas e funcionários para expandir e promover seus serviços, seja porque permitem a divulgação de produtos e trabalhos por meio de fotos e vídeos, seja porque auxiliam na contratação ou no contato com um futuro empregado.

Mas até que ponto essas ferramentas são usadas de forma apropriada, por empregados e empregadores? O que pode pegar mal para um funcionário aos olhos do chefe ou para uma empresa aos olhos do cliente?

Para especialistas, ética, bom senso e transparência são os pilares do bom uso das redes sociais
undefined
Para especialistas, ética, bom senso e transparência são os pilares do bom uso das redes sociais

“A rede social não é um universo paralelo, é apenas uma extensão do perfil ou da postura empresarial, ou seja, as regras de comportamento e de etiqueta, a política de boa vizinhança, os conceitos empresariais e a transparência devem ser as mesmas nos dois ambientes”, explica o especialista em Comunicação e Mídias Digitais, Fernando Souza.  

De acordo com o Master Coach Senior e Presidente do IBC (Instituto Brasileiro de Coaching), José Roberto Marques, expor os bastidores da empresa sem a devida autorização, publicar postagens íntimas, negativas a respeito da organização ou que remetem a alegria da sexta-feira e o desespero da segunda são erros comumente cometidos por funcionários – e que podem minar seu crescimento na empresa. 

Postagens polêmicas, de caráter preconceituoso, ofensivo ou violento também podem prejudicar a imagem diante do empregador. “Brincadeiras de mal gosto não devem ser postadas de maneira alguma!, aconselha Marques. 

Se ainda assim restar alguma dúvida sobre como se comportar nas redes sociais, basta lembrar de responder as seguintes perguntas: O que pega mal fora das redes? Você falaria isso ou aquilo pessoalmente? Você faria essa reclamação frente a frente com seu chefe?  

Não sabote sua marca!

Um comportamento adequado também é esperado de empresas e empregadores. Eles estão presentes nas plataformas digitais para buscar interação com o público e estabelecer diálogo e proximidade, mas podem incorrer em erros ao falhar na falta de planejamento estratégico, desviar-se da identidade corporativa ou mesmo recorrer ao uso de um discurso intrusivo. 

“Erros de português, falta de cuidado com o conteúdo postado, imagens ruins ou distorcidas, falta de identidade, excesso de mensagens vendedoras e a tentativa de ser descolada demais quando essa postura não faz parte da essência da empresa são erros que devem ser evitados", aponta Souza. 

Levantar assuntos polêmicos, responder a ofensas, reclamações e comentários de forma grosseira, ou mesmo deixar de responder o cliente são outros exemplos de má conduta adotada por empresas nas redes sociais. 

Como se beneficiar com o uso das redes?

Há muitas maneiras de explorar de forma positiva as possibilidades proporcionadas pelas redes sociais. Antes de mais nada, é preciso ter em mente quais são os efeitos que você deseja causar em seus empregadores e consumidores, e ainda quais são as melhores maneiras de administrar sua marca. 

Contratar profissionais capacitados para gerir suas redes sociais, preparar um manual de uso de imagem da empresa para seus funcionários e orientá-los quanto a sua imagem, podem ser algumas dessas maneiras, esclarece Marques. 

Além disso, use a criatividade! “É importante incentivar a utilização das redes sociais pelos funcionários para que eles possam também interagir e difundir a marca”, aconselha o presidente do IBC. “Muitos consumidores têm curiosidade sobre o funcionamento dos bastidores de determinadas empresas, explore isso de maneira sustentável”. 

Criatividade e...sabedoria 

Com a chegada das redes sociais, as pessoas ganharam voz para elogiar e, sobretudo, para reclamar. O modo como você explora essas ferramentas pode gerar consequências favoráveis ou bastante desagradáveis.

O bom uso das redes sociais pode propocionar muitos benefícios às empresas - como a fixação da marca e a manutenção da boa reputação com os clientes - e aos empregados - não esqueça que gestores e profissionais de RH buscam informações de candidatos nas redes para contratações, remanejamentos e até promoções. 

"É importante lembrar que as redes sociais são vitrines que refletem comportamentos, pensamentos, posicionamentos e ações, então é importante ter a ciência de que tudo que é exposto nas redes sociais está diretamente ligado a sua vida pessoal e profissional", alerta Marques.

Dez dicas para crescer com ajuda das redes sociais e buscadores 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.