Tamanho do texto

Agência Internacional de Energia prevê que mercado vai entrar "em um excesso de oferta" pela queda nos preços do petróleo

Dólar atinge maior valor desde setembro
Agência Brasil
Dólar atinge maior valor desde setembro


O dólar encerrou o pregão desta quarta-feira em R$ 4,105, com alta de 1,23%. O patamar é o mais alto desde o fim de setembro de 2015. O mercado de câmbio reagiu à queda nos preços internacionais do petróleo.

Nesta quarta-feira, o barril de petróleo caiu para o nível mais baixo em 12 anos e ficou cotado abaixo dos US$ 28. A Agência Internacional de Energia previu que o mercado vai mergulhar “em um excesso de oferta”.

Leia tambén:
Muda regra para brasileiros não residentes no Brasil pagarem IR

As incertezas em relação ao anúncio da nova Selic, taxa básica de juros da economia, também contribuíram para a alta do dólar. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) divulgará em algumas horas a Selic para os próximos 45 dias. Há um temor de que, pressionado pela perspectiva de recessão na economia brasileira, o Copom faça uma elevação menor nos juros básicos que a inicialmente prevista. Atualmente, a taxa Selic está em 14,25% ao ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.