Tamanho do texto

Valor representa um reajuste de 11,6% em relação aos atuais R$ 788, sendo superior à inflação no acumulado do ano (10,28%)

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta terça-feira (29) decreto que reajusta o salário mínimo para R$ 880 em 2016. A mudança entrará em vigor no próximo dia 1º de janeiro, dois dias após a publicação no Diário Oficial da União (DOU), programada para esta quarta-feira (30).

De acordo com o governo, novo mínimo beneficiará cerca de 40 milhões que recebem o piso
Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas
De acordo com o governo, novo mínimo beneficiará cerca de 40 milhões que recebem o piso

O novo valor representa um reajuste de 11,6% em relação aos atuais R$ 788. O aumento é superior à inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de 10,28% no acumulado de 2015 e de 10,97% nos últimos 12 meses.

De acordo com nota do governo à imprensa, a valorização do mínimo "terá impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional".

A proposta de Orçamento para 2016 enviada ao Congresso Nacional pelo governo previa uma elevação menor, levando o mínimo a R$ R$ 865,50. O valor foi revisado pelo Congresso para R$ 870,99 e acabou alterado pela atualização baseada nos parâmetros estabelecidos de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e inflação do ano anterior, também medida pelo INPC.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas