Tamanho do texto

Moeda norte-americana chegou a ser cotada a R$ 3,95 no início da tarde; alta dos juros nos EUA também colaborou

O dólar fechou em alta no dia em que o Brasil foi rebaixado pela agência de classificação de risco Fitch, perdendo o grau de investimento. A moeda norte-americana subiu 1,24%, nesta quarta-feira (16) e encerrou o dia em R$ 3,9247. O dólar atingiu seu pico às 14h20, quando ficou cotado em R$ 3,9566.

Expectativa de alta dos juros nos EUA, que se confirmou, também colaborou para alta da moeda
Getty Images
Expectativa de alta dos juros nos EUA, que se confirmou, também colaborou para alta da moeda

A Fitch reduziu a nota do Brasil de BBB- para BB+, abaixo do último patamar em que os países mantém o grau de investimento, ou seja, são considerados bons pagadores e seguros para investir. Em setembro, outra agência, a Standard & Poor's, já havia retirado o grau de investimento do Brasil.

Na semana passada, a agência Moody's mudou a perspectiva da nota brasileira para negativa, o que significa que pode reduzi-la em breve.

Além da turbulência interna, o mercado também operou sob a expectativa da decisão do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) sobre uma possível elevação dos juros naquele país.

No fim do dia de hoje, após reunião de dois dias, o Fed informou que decidiu subir as taxas de juros de referência em 0,25%, o primeiro aumento em quase dez anos. O banco sinalizou que as taxas, que estavam próximas de zero, vão subir “gradualmente” a partir de agora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas