Tamanho do texto

Alteração foi enviada ao Congresso nesta segunda-feira (23)

O Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa: novos números mostram que preocupação com a inflação vai continuar em 2016
Valter Campanato/ Agência Brasil - 28.9.15
O Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa: novos números mostram que preocupação com a inflação vai continuar em 2016

Em documento enviado nesta segunda-feira (23) à Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional, o governo estimou a variação do Produto Interno Bruto (PIB) para -1,9% no ano que vem. A previsão substitui a proposta anteriormente, de 0,2%, em análise na CMO. Os números do documento, enviado pelo Ministério do Planejamento, trazem a revisão dos parâmetros econômicos que subsidiam a elaboração da proposta orçamentária para 2016.

No documento, o governo também apresentou uma nova previsão para a inflação oficial no ano que vem. Pelo texto, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mudou dos atuais 5,4% previstos no acumulado do ano que vem para 6,47%, o que mostra uma previsão de inflação mais alta do que a consta na proposta orçamentária encaminhada ao Congresso.

O governo também está projetando uma queda da atividade industrial de 2,7% em 2016. Anteriormente, a projeção era um crescimento de 0,36%. Em relação às previsões para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que era 5,2% a previsão agora aumentou para 5,52%. Esse índice é usado para os reajustes do salário mínimo.  

As novas projeções encaminhadas ao Congresso serão agora analisadas pelos relatores da receita e da despesa da proposta orçamentária para 2016, na CMO, senador Acir Gurgacz (PDT-RO) e deputado Ricardo Barros (PP-PR), respectivamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.