Tamanho do texto

Taxa de desocupação do mês atingiu 7,9%; na comparação com outubro de 2014, a taxa subiu 3,2 pontos percentuais

A população desocupada chegou a 1,9 milhão de pessoas, se mantendo estável em relação a setembro deste ano
BBC
A população desocupada chegou a 1,9 milhão de pessoas, se mantendo estável em relação a setembro deste ano

A taxa de desemprego no mês de outubro atingiu 7,9%, ficando estatisticamente estável em relação a setembro deste ano (7,6%). No entanto, esta foi a maior taxa registrada para um mês de outubro desde 2007. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com outubro de 2014, a taxa subiu 3,2 pontos percentuais.

A população desocupada chegou a 1,9 milhão de pessoas, se mantendo estável em relação a setembro deste ano. Em comparação a outubro de 2014, o resultado aumentou 67,5% (mais 771 mil pessoas em busca de trabalho), o que representa a maior variação percentual da população desocupada na série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, iniciada em 2002.

A população ocupada (22,5 milhões) recuou em comparação a setembro deste ano (-1,0%) e em relação a outubro de 2014 (-3,5%), enquanto a população não economicamente ativa aumentou em ambas as comparações, registrando 1,4% no mês e 2,9% no ano. O número de trabalhadores com carteira assinada chegou a 11,2 milhões, ficando estável em relação ao mês de setembro e recuou 4,0% no ano.

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores foi estimado em R$ 2.182,10 para o conjunto das seis regiões pesquisadas (Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre), representando uma queda de 0,6% em relação a setembro e de 7,0% em relação a outubro de 2014. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.