Tamanho do texto

Para Luis Alberto Lacalle, atual modelo do bloco está equivocado e sentenciado ao fracasso

Lacalle defende reformulação do Mercosul para fomentar comércio entre países-membros
Lide/Gustavo Rampini - 9.10.2015
Lacalle defende reformulação do Mercosul para fomentar comércio entre países-membros

Durante apresentação no Meeting Internacional, promovido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais), em Montevidéu, Luis Alberto Lacalle, ex-ministro do Uruguai, implodiu o atual modelo do Mercosul.

Para o ex-presidente, o bloco deveria aproveitar que está prestes a completar 25 anos (em 2016) para fazer uma profunda revisão de seu papel como organização de negócios entre seus países integrantes.

Na rápida apresentação, Lacalle não economizou na crítica: " Como está, chega de Mercosul. Ou muda, ou encerra."

Para Lacalle, a principal vocação do Mercosul deve ser fomentar o comércio entre seus integrantes (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, mais os países associados: Bolívia, Chile, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru), o que não está acontecendo. "Esta região está ficando para trás. Não vai demorar para que a África e a própria América do Sul deixem o Mercosul para trás."

Segundo o ex-presidente, o Mercosul deveria fugir do atual modelo, que mais se assemelha a uma associação política, não comercial. "Não é possível que o Mercosul só olhe para dentro", criticou Lacalle.

* A jornalista viajou a convite do Lide (Grupo de Líderes Empresariais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.