Tamanho do texto

Banco Central não anunciou novas intervenções no mercado de câmbio, mas fará um leilão de rolagem de swaps cambiais

Nesta quinta-feira (8), o dólar fechou abaixo de R$ 3,80 pela primeira vez em mais de um mês
Fernanda Carvalho/Fotos Públicas
Nesta quinta-feira (8), o dólar fechou abaixo de R$ 3,80 pela primeira vez em mais de um mês

O dólar comercial opera em queda nesta sexta-feira (9). Às 12h30, estava cotado a R$ 3,7449, com queda de 0,05%. Por volta de 10h30, a moeda estava cotada a R$ 3,7652.

Para esta sexta-feira, o Banco Central (BC) não anunciou novas intervenções no mercado de câmbio. O BC fará apenas leilão de rolagem (renovação) de swaps cambiais, equivalentes à venda de dólares no mercado futuro. O BC tem feito essas operações de renovação diariamente.

Nesta quinta-feira (8), a moeda norte-americana fechou abaixo de R$ 3,80, pela primeira vez, em mais de um mês. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 3,793, com queda de R$ 0,084 (-2,17%). A cotação está no menor nível desde 3 de setembro (R$ 3,76).

Nesta quinta-feira, a cotação do dólar caiu em todo o planeta após a divulgação da ata da reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano). No documento, integrantes do órgão informaram ser necessário esperar os efeitos da desaceleração da China sobre a economia norte-americana antes de tomar alguma decisão quanto aos juros básicos dos Estados Unidos, atualmente no nível mais baixo da história, entre 0% e 0,25% ao ano.

A possibilidade de que o Fed adie o aumento de juros da maior economia do planeta desestimula a fuga de capitais de países emergentes, como o Brasil, para títulos do Tesouro norte-americano, considerados o investimento mais seguro. Os juros mais altos nos países emergentes ajudam a atrair capital financeiro, empurrando para baixo a cotação do dólar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.