Tamanho do texto

Alimentos consumidos em casa ficaram 0,37% mais baratos na queda de setembro. A taxa do mês foi de 0,39%, igual a de 2014

Agência Brasil

Inflação dificulta consumo da população
Tânia Rego/Agência Brasil - 8.10.2014
Inflação dificulta consumo da população

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), acumula uma taxa de 9,57% no período de 12 meses. Segundo dados divulgados nesta terça-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com a prévia, a inflação oficial acumula taxa de 7,78% no ano.

No mês de setembro, a taxa variou 0,39%, abaixo de 0,43% registrado no indicador em agosto. A variação foi idêntica à registrada em setembro de 2014, 0,39%.

A desaceleração da taxa entre agosto e setembro deste ano foi influenciada, principalmente, pela queda de preços de 0,06% dos alimentos em setembro. Em agosto, o grupo alimentação e bebidas teve uma inflação de 0,45%.

Os alimentos consumidos em casa ficaram 0,37% mais baratos na prévia de setembro, devido às quedas de preços de produtos como cebola (que tava de -13,77%), tomate (-13,14%) e cenoura (-10,29%). Por outro lado, os alimentos consumidos fora de casa tiveram aumento de preços de 0,51%.

A inflação de 0,39% da prévia de setembro foi mais influenciada pelos transportes (com inflação de 0,78%) e habitação (0,68%). Individualmente, os itens que mais contribuíram para a taxa da prévia de setembro foram as passagens aéreas (23,17%) e gás de botijão (5,34%). O IPCA-15 foi calculado com base em preços coletados entre 14 de agosto e 14 de setembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas