Tamanho do texto

Inflação esperada anteriormente era de 9%; expectativa para o PIB, antes negativo em 1,49%, agora é de retração de 2,44%;

Agência Brasil

O governo federal aumentou a previsão da inflação para 2015 de 9% para 9,29%. A mudança está no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do quarto bimestre, divulgado nesta terça-feira (22) pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Em mais uma etapa do ajuste, nesta terça-feira (22) foi publicada a MP que pede a volta da CPMF
AP
Em mais uma etapa do ajuste, nesta terça-feira (22) foi publicada a MP que pede a volta da CPMF

A expectativa para o PIB (Produto Interno Bruto, soma dos bens e riquezas produzidos em um país) também foi revisada, agora com retração de 2,44% em vez da contração de 1,49% esperada anteriormente pela equipe econômica.

O relatório, publicado a cada dois meses, traz atualização das previsões de arrecadação, gastos e metas do governo, além de revisão das projeções para os principais indicadores econômicos e, posteriormente, é encaminhado ao Congresso Nacional e passa a servir de base para o acompanhamento da execução do Orçamento.

As projeções do mercado financeiro para os indicadores econômicos em 2015 são mais pessimistas que as do governo. Analistas e investidores preveem queda de 2,7% do PIB e inflação em 9,34% ao fim deste ano. As previsões estão no mais recente boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central junto a instituições financeiras do país.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.