Tamanho do texto

Fundos do Governo Central destinam-se a projetos de investimento, muitos já aprovados pelas autoridades

O Governo chinês estuda um plano de estímulos de 1,2 bilhões de yuan (€ 167 bilhões, R$ 727,49 bilhões) para os próximos três anos, segundo relatório da Corporação de Capital Internacional da China.

Os fundos do Governo Central destinam-se a projetos de investimento, muitos já aprovados pelas autoridades, e seriam acompanhados de contribuições dos bancos públicos e privados, bem como de outros investidores, por meio de acordos de cooperação público-privada.

O objetivo é mobilizar entre 5 e 7 bilhões de yuan (€ 695 bilhões a € 975 bilhões), acrescenta o relatório do banco estatal de financiamento de joint ventures, citado pela agência oficial Xinhua.

Esses valores representam entre 2,5% e 3,4% do Produto Interno Bruto.