Tamanho do texto

Números negativos na economia, como aumento do desemprego e desaceleração da atividade econômica, provocam mudanças de hábito nos brasileiros

Desemprego, economia paralisada, inflação em alta: motivos para mudar os hábitos em casa?
Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Desemprego, economia paralisada, inflação em alta: motivos para mudar os hábitos em casa?

A semana foi pontuada por dados ruins na economia. Na sexta-feira (28), o IBGE confirmou o que já se esperava. O Produto Interno Bruno (PIB), que mede a atividade econômica do país, caiu 1,9% no segundo trimestre. Os dados confirmaram que o Brasil está em recessão técnica, já que emendou dois trimestres consecutivos sem crescimento.

Outro dado preocupante divulgado na última semana refere-se ao mercado de trabalho. De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego no Brasil foi de 8,3% no 2º trimestre de 2015, a maior taxa da série histórica, que teve início em 2012. Inflação, câmbio e avaliação negativa por parte das agências de risco também compõem a fase alarmante.

Paralelamente, o País vive dias de alta tensão no cenário político. A presidente Dilma Rousseff enfrenta um período de grande impopularidade e de dificuldades na relação com o Congresso. Como resultado, o governo sofre para aprovar medidas de ajuste na Câmara e no Senado e patina na tentativa de fazer os cortes nas despesas.

Enquete do iG quer saber como você enfrenta o momento difícil pelo qual passa o País.

Leia também:

Desemprego chega a 8,3% no 2º trimestre de 2015, maior taxa desde 2012

PIB recua 1,9% no segundo trimestre e País entra oficialmente em recessão

Inflação do aluguel acumula 5,34% em 2015



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.