Tamanho do texto

Indicador atinge recorde da série iniciada em setembro de 2005 e entra pela primeira vez na casa dos dois dígitos

Resultado reflete dia a dia do consumidor, que convive com um aumento no preço de produtos e serviços
Marcos Santos/USP Imagens
Resultado reflete dia a dia do consumidor, que convive com um aumento no preço de produtos e serviços

A inflação prevista pelo consumidor brasileiro para os próximos 12 meses chegou a 10%, em agosto, 0,3 ponto percentual acima previsão estabelecida no mês anterior. Com o resultado, o indicador atinge, pelo sexto mês consecutivo, o recorde da série iniciada em setembro de 2005 e entra pela primeira vez na casa dos dois dígitos.

Os dados foram divulgados nesta segunda (24) pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Segundo o economista Pedro Costa Ferreira, da FGV, o resultado, apesar de esperado, é “surpreendente”. E acrescentou: “É difícil imaginar que alguém no início do ano previsse uma aceleração tão forte das expectativas de inflação dos consumidores”.

O resultado, conforme disse Ferreira, reflete o dia a dia do consumidor que convive com um aumento no preço de diversos produtos e serviços.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.