Tamanho do texto

3 milhões de beneficiários serão diretamente protegidos, pois as operadoras terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos clientes

Plano de saúde
Agência Brasil
Plano de saúde

A partir desta quinta-feira (20), 73 planos de saúde de 15 operadoras estão com a comercialização suspensa, por determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Além de interromper a venda, as operadoras que negaram indevidamente cobertura podem receber multa que varia de R$ 80 mil a R$ 100 mil.

Mais de 3 milhões de beneficiários serão diretamente protegidos, uma vez que as operadoras terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos consumidores.

Das 15 operadoras enquadradas na suspensão, 11 são reincidentes. Das quatro que não estavam na última lista, duas terão a comercialização de planos suspensa pela primeira vez.

Confira aqui a lista de planos de saúde suspensos

A medida é resultado de programa que avalia as reclamações de consumidores relativas ao não cumprimento dos prazos máximos de atendimento e demais queixas de natureza assistencial, como negativas indevidas de cobertura.

A ANS recebeu 21.273 reclamações de beneficiários pelos seus canais de relacionamento. Desde o início do Programa de Monitoramento, 1.140 planos de 155 operadoras já tiveram as vendas suspensas e outros 976 planos voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.