Tamanho do texto

Trajetória de personalidades dos quadrinhos, moda e do varejo inspiram e provam que nunca é tarde para buscar a plenitude profissional e o sucesso financeiro

As pessoas mais neuróticas podem pensar quer existe uma fórmula para conquistar o sucesso profissional. Um aniversário, por exemplo, pode ser um péssimo lembrete de que mais um ano passou, aumentando a pressão para se alcançar a plenitude profissional. Inúmeras personalidades internacionais, no entanto, provam que é possível se reinventar e ser bem sucedido após os 40 anos.

Para o fundador e editor-executivo da revista Wired nunca é tarde para realizar ajustes na vida profissional. "Você pode experimentar um caminho novo com pequenos passos. Faço algo, avalie e teste. Se der certo, continue nessa direção. Uma mudança significativa não exige que você abandone tudo e comece do zero", contou Kevin Kelly ao Business Insider. 


Kelly conta ainda que é comum muitas pessoas abandonarem a atual profissão e apostarem em uma paixão abandonada na infância, como artes e música. "Não há nada errado com isso, mas precisa ser realista". 

VEJA TAMBÉM: ELES SAÍRAM DO NADA E SE TORNARAM BILIONÁRIOS 

Para os que preferem ou até não podem arriscar tudo, ele sugere usar as experiências das últimas décadas para ganhar tempo. Ou seja, atuar no mesma área, mas com outro enfoque. "Você levou 37 anos para chegar onde está e sem isso pode levar mais 30 para crescer na nova área". 

Uma nova vida após os 40

Não existe uma fórmula concreta para chegar ao sucesso e ninguém precisa ter a vida solucionada aos 30. Para acreditar nisso, basta olhar a trajetória de 23 personalidades internacionais de diversas áreas, como Stan Lee, que criou os quadrinhos "O Quarteto Fantástico" aos 39 anos, Vera Wang, ex-jornalista que se consagrou como a estilista aos 40, e Harry Bernstein, escritor que só ganhou a fama aos 96.

MAIS: ITALIANO FATURA MILHÕES APÓS 'APRENDER' A SER MÉDICO EM FAVELA

Outro exemplo curioso é a vida do empresário Sam Watson, que sempre apostou no varejo com pequenos mercados em seus 20 e 30 anos. Insatisfeito com o formato, mudou de cidade com a mulher e abriu ao lado do irmão sua primeira aposta de "lojas de desconto". Aos 44 anos, abria o primeiro Wal-Mart Discount City, em Arkansas. Dois anos depois a rede já contava com 24 lojas e faturamento de US$ 12,6 milhões.  

LEIA TAMBÉM:
COMO UMA CAIXA DE TOMATES VIROU UMA FRANQUIA MILIONÁRIA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.