Tamanho do texto

Clientes irão receber cesto complementar para utilização dentro do berço e um novo manual de instruções

Após a morte de uma criança em Minas Gerais decorrente de uma falha em um de seus berços, no início do ano, a Burigotto SA convocou recall de 252 mil unidades do modelo "Nanna", que oferece risco de asfixia e de prender os membros do bebê entre a base acolchoada do berço ou entre o colchão, laterais e extremidades. O número foi confirmado pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça.

Recall ocorre após, na última semana, retirada do mercado ter sido exigida pelo Inmetro
Divulgação
Recall ocorre após, na última semana, retirada do mercado ter sido exigida pelo Inmetro

A empresa fabricante de produtos infantis esclareceu que todos os clientes que entrarem em contato a partir do dia 13 de julho irão receber um cesto complementar para utilização dentro do berço. Além disso, um novo manual de instruções contendo as informações de uso também será cedido gratuitamente.

Leia mais: 11 objetos perigosos para os bebês em casa

Em nota, a Burigotto recomendou que a utilização dos produtos de referência "IXBE5029", com fabricação entre 01 de junho de 2008 a 30 de abril de 2015, fosse suspensa até o recebimento do cesto complementar. 

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o fornecedor não pode "colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança". Na semana passada, o Inmetro já havia proibido a comercialização do berço.

Para mais informações, a Burigotto divulgou o número de atendimento telefônico (0800 7702298).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.