Tamanho do texto

Juiz de Campo Grande alegou ser incontestável que danos mecânicos em um veículo novo prejudica o valor de revenda

A justiça de Campo Grande (MS) julgou parcialmente procedente a ação movida por um cliente contra a concessionária que o vendeu um carro 0km com defeito. A Autobel Veíciulos Ltda. foi condenada a ressarcí-lo com outro veículo idêntico e modelo 0km, sob pena de multa diária, além de indenizá-lo com o pagamento de R$ 5 mil por danos morais.

Reparos baixam valor de revenda, alegou o juiz
Agência Brasil
Reparos baixam valor de revenda, alegou o juiz

O juiz analisou que o autor adquiriu um veículo zero quilômetro e que o deveria receber em perfeito estado, o que não ocorreu. Além disso, o magistrado frisou que é incontestável que danos mecânicos em um veículo desvaloriza o seu valor de revenda.

Na ação, José Wanderley Marques Brites alega que comprou o veículo novo, em outobro de 2012, mas que houve atraso de um mês na entrega. Ainda segundo ele, em março de 2013 o carro começou a apresentar problemas mecânicos e foi devolvido na concessionária para conserto – onde permaneceu até o ingresso da ação, sem qualquer solução para o caso.

Leia mais: IPVA: 273 mil donos de veículos são multados; Saiba como quitar débitos

Citada, a concessionária argumentou que cumpriu com as suas obrigações e realizou todos os serviços necessários ao veículo, deixando-o em perfeitas condições dentro do prazo de 30 dias. Com base nisso, a empresa disse que não será possível a substituição do carro, alegando ainda que não houve comprovação dos danos materiais e morais ditos sofridos pelo reclamante.

Veja também:

20 carros para família


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.