Tamanho do texto

A autoridade monetária do bloco europeu, o BCE, teve de socorrer o país que busca acordo para evitar calote

Grécia corre contra o tempo para evitar o calote, mas ao mesm tempo quer reduzir medidas de austeridade
Getty Images
Grécia corre contra o tempo para evitar o calote, mas ao mesm tempo quer reduzir medidas de austeridade

O Banco Central Europeu (BCE) voltou nesta terça-feira (23) a elevar a liquidez de urgência aos bancos gregos, disse uma fonte financeira grega à agência de notícias francesa AFP.

O montante do aumento de liquidez não foi divulgado. Desde a quarta-feira passada (17), é a quarta-vez que a instituição liderada por Mário Draghi atua para resolver os problemas de liquidez bancária grega, com levantamentos em massa de dinheiro pelos cidadãos, preocupados com uma eventual saída do euro.

Leia mais:  Veja 18 passos para se tornar um empreendedor de sucesso

Campanha contra violência nos estádios com "mães seguranças" vence em Cannes

A decisão do BCE ocorre um dia depois de o Conselho Europeu Extraordinário de Bruxelas ter adiado a celebração de um acordo quanto às reformas a serem adotadas pela Grécia, de modo a garantir o financiamento e evitar entrar em default (calote/inadimplência).

O comissário europeu dos Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici, mostrou-se hoje “convencido” de que vai ser possível alcançar esta semana um acordo com o governo de Atenas sobre as reformas a serem executadas para assegurar o financiamento do país.

“Estou convencido de que vamos obter um acordo”, disse ele, uma reunião de cúpula na segunda-feira (22) à noite sobre uma saída para a crise na Grécia.

.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.