Tamanho do texto

Em comparação com abril de 2014, o tombo no varejo foi ainda maior: -3,5%. Dados foram divulgados hoje pelo IBGE

As vendas no comércio brasileiro registraram novo tropeço em abril, com retração de 0,4% em relação a março. É o terceiro mês seguido de queda, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em comparação com abril de 2014, o tombo é ainda maior: -3,5%. 

Vendas de combustíveis e lubrificantes estão entre os segmentos que tiveram queda
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Vendas de combustíveis e lubrificantes estão entre os segmentos que tiveram queda

O levantamento do IBGE demonstra resultados negativos de sete das dez atividades pesquisadas; combustíveis e lubrificantes (-0,1%); livros, jornais, revistas e papelaria (-0,2%); material de construção (-1,2%); móveis e eletrodomésticos (-3,1%); tecidos, vestuário e calçados (-3,8%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (-5,1%); e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-12,2%).

Leia mais:

Inadimplência em maio é a mais alta do ano

As atividades com resultados positivos foram veículos e motos, partes e peças (4,4%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,9%); e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,3%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.