Tamanho do texto

Em 2015, o setor acumula uma queda de vendas de 16%, a maior entre todas as atividades pesquisadas pelo IBGE

O volume de vendas do setor automotivo caiu 19,5% em abril na comparação com o mesmo período do ano passado, divulgou hoje (16) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar disso, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio, o grupamento de atividades – veículos e motos, partes e peças – teve alta de 4,4% em relação a março deste ano.

Retirada de incentivos como a redução do (IPI) contribuíu para a queda do setor
Divulgação
Retirada de incentivos como a redução do (IPI) contribuíu para a queda do setor

De acordo com o IBGE, contribuíram para a queda a retirada de incentivos como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), o menor ritmo na oferta de crédito e a restrição orçamentária das famílias.

Leia mais:

Vendas no comércio têm terceira queda seguida e recuam 0,4% em abril

Montadoras apelam para ações inusitadas para atrair compradores

Em 2015, o setor acumula uma queda de vendas de 16%, a maior entre todas as atividades pesquisadas. O mesmo ocorre no acumulado dos 12 últimos meses, em que há uma retração de 12,6%.

Em abril, na comparação com o ano anterior, a atividade móveis e eletrodomésticos apresentou queda de 16%. A atividade de livros, jornais, revistas e papelaria caiu 9,1%, e a de tecidos, vestuário e calçados, apresentaram retração de 7,5%.

Em relação a abril de 2015, dois setores apresentaram resultados positivos. Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria tiveram alta de 6,2%, e os equipamentos e materiais para escritório informática e comunicação subiram 2,7%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.