Tamanho do texto

Até os últimos anos de vida, empresário destaque no ramo da soja era visto sempre na presença de jovens e belas mulheres

O empresário Olacyr de Moraes, que morreu aos 84 anos na madrugada desta terça-feira (16), não era conhecido apenas como o "Rei da Soja". Além do apelido recebido nos anos 1990 pelo extremo êxito no cultivo de soja, o empreendedor se destacava pelas belas - e jovens - companhias femininas com quem aparecia na vida pública de São Paulo. 

Leia mais: Morre aos 84 anos, Olacyr de Moraes, o "rei da soja"

Divorciado desde meados dos anos 1980, até os últimos anos de sua vida Olacyr costumava aparecer em eventos da capital paulista sempre com algumas de suas cerca de 40 "amigas", como ele mesmo costumava chamá-las.

Empresário dizia ter cerca de 40
Facebook/Reprodução
Empresário dizia ter cerca de 40 "amigas"

"Eu devo ter umas 30 ou 40 amigas, porque eu gosto de ajudar as pessoas”, declarou, aos 82 anos, em entrevista ao programa de Jô Soares, da "TV Globo".

Apesar do numeroso e sugestivo número de jovens amigas, Olacyr sempre deixou claro que a relação entre ele e as meninas era de cumplicidade, não envolvendo sexo - apesar de admitir que a intimidade era maior com algumas delas.

"Elas me fazem companhia. Não há nada de sexo. Alguma namorada? Tem algumas que são mais chegadas. São todas muito boas para mim", contou ao "Correio Braziliense" em entrevista há dois anos, acrescentando que chegou a pagar faculdade para várias de suas amizades. "Não vou ficar em casa fechado como cachorro", completou.

De perfil dividido entre empresário de sucesso e "bon vivant", Olacyr de Moraes também sempre se destacava por suas opiniões fortes a cerca de diversos assuntos, entre eles as mulheres, tidas por ele como sinônimo de luxo.

"Mulheres nunca dão prejuízo, mas prazer, alegria, satisfação. Quando saio com elas, gasto no máximo 500 reais por noite. Não acho muito”, dizia. 

"Rei da soja" ficou conhecido por exibir belas e jovens mulheres em eventos:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.