Tamanho do texto

Expectativa de crescimento no país norte-americano é de 2,5%. Fundo sugere do Fed que taxa de juros suba só em 2016

O FMI (Fundo Monetário Internacional) divulgou nesta quinta-feira (4) o relatório de revisão anual da economia dos Estados Unidos. No documento, o fundo reduz a previsão de crescimento do país norte-americano e ainda pede que o Fed (Banco Central dos Estados Unidos) atrase a alta na taxa de juros até a primeira metade de 2016. 

Para 2015, a pevisão de crescimento é agora de 2,5%. Em abril, a estimativa do FMI era que esse número chegasse aos 3,1% até o final do ano. Para o próximo ano, a previsão do fundo segue nos 3%. De acordo com o FMI, a queda na economia americana é um "freio temporário". 

Alta de juros

O Fed tinha proposto a primeira alta de taxas de juros para a segunda metade deste ano, buscando uma recuperação econômica. Seria a primeira medida deste tipo em nove anos. Entretant, o FMI pediu também um atraso nesta alta. 

"Existe um forte argumento para esperar para aumentar as taxas de juros até que haja sinais mais tangíveis de inflação nos salários ou nos preços, dos quais atualmente são evidentes", disse o fundo no relatório. 




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.