Tamanho do texto

Comercialização havia sido interditada provisoriamente em dezembro pela agência reguladora, que vê risco à saúde

Lote do extrato de tomate Bonare tem venda proibida pela agência de vigilância sanitária
Reprodução
Lote do extrato de tomate Bonare tem venda proibida pela agência de vigilância sanitária

Resolução da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a distribuição e a comercialização do lote 29 H1 (Val.: 05/2016) do produto extrato de tomate da marca Bonare, fabricado por Goiás Verde Alimentos. A venda desse lote já havia sido interditada provisoriamente pela Anvisa em dezembro de 2014

Leia também:

- Cliente encontra rato vivo em geladeira do Carrefour; assista

- Anvisa suspende venda de canela com pelo de roedor

Laudo da Fundação Ezequiel Dias apresentou resultado insatisfatório na análise de matéria estranha no produto devido à presença de fragmentos de pelo de roedor, matéria estranha, indicativa de risco à saúde. 

A Agência Brasil entrou em contato com a Goiás Verde Alimentos Ltda. e aguarda um posicionamento da empresa. Quando o lote foi interditado provisoriamente, a a Goiás Verde Alimentos informou que vai se posicionar perante a Vigilância Sanitária e que nenhuma informação seria repassada à imprensa naquele momento.

Veja outros objetos estranhos encontrados em alimentos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.