Tamanho do texto

Embaixadora da União Europeia afirma que bloco quer um "acordo abrangente e ambicioso com o Mercosul"

A Eurocâmaras, entidade que reúne câmaras de comércio europeias sediadas no Brasil, realizou na sexta-feira (8) um evento em homenagem ao Dia da Europa, celebrado em 9 de maio. O principal tema discutido no evento foram as negociações para a criação de uma área de livre-comércio entre a UE e o Mercosul, congeladas desde 2004.

"Queremos um acordo abrangente e ambicioso com o Mercosul", garantiu a embaixadora da União Europeia no País, Ana Paula Zacarias,Zacarias, reconhecendo que as tratativas vivem um momento de impasse.

O encontro aconteceu no Circolo Italiano, no icônico Edifício Itália, em São Paulo, e contou com a presença do embaixador italiano no Brasil, Raffaele Trombetta e do ex-ministro do Desenvolvimento Luiz Fernando Furlan.

Segundo Ana Paula, a UE trabalha para derrubar barreiras nos setores de serviços, investimentos e compras governamentais. Além disso, a diplomata lembrou que o bloco é atualmente o maior parceiro comercial do Brasil, superando China e Estados Unidos.

Já Edoardo Pollastri, presidente da Eurocâmaras, falou que gostaria que os dois lados imitassem um conclave para finalmente chegar a um acordo. "Queria colocar todos os ministros em uma sala, fechar, e eles só sairiam de lá quando realizassem [o tratado]", brincou.

Nos próximos dias 10 e 11 de junho, ministros da UE e do Mercosul terão uma reunião em Bruxelas, na Bélgica, para tentar destravar as negociações.

O embaixador da Itália no Brasil aproveitou o encontro para convidar todos a participarem da Expo Milão 2015, que acontece até o dia 31 de outubro e cujo slogan é "Alimentando o planeta: energia para a vida".

"Esse é o maior evento do ano e trata de um tema fundamental para o mundo. E é um tema bem brasileiro. O Brasil tem o quarto maior pavilhão da Expo, que é também um dos mais populares", disse Trombetta.