Tamanho do texto

Mandatário da American Airlines se juntou a um grupo crescente de dirigentes de companhias ao decidir não receber mais a parte em dinheiro e também o bônus anual

O presidente da companhia aérea americana American Airlines, Doug Parker, abriu mão de receber o salário em dinheiro e optou por ser pago em ações.

"Acredito que esta é a forma certa de estabelecer minha compensação - com risco, baseada totalmente nos resultados alcançados e na mesma moeda que nossos acionistas recebem", afirmou Parker em uma carta aos funcionários da companhia.

O executivo ganhou mais de US$ 12 milhões (quase R$ 36 milhões) em 2014, sendo que 40% deste montante foi em dinheiro.

Parker se juntou a um grupo crescente de dirigentes de companhias ao decidir não receber mais a parte em dinheiro e também o bônus anual.

Presidente de maior empresa aérea do mundo abre mão de salário em dinheiro
AP
Presidente de maior empresa aérea do mundo abre mão de salário em dinheiro

O criador do Facebook, Mark Zuckerberg, e Larry Page, o diretor-executivo do Google, também optaram por receber apenas ações.

Segundo o novo acordo, 54% do pagamento de Parker será vinculado às metas alcançadas.

O executivo de 53 anos é um veterano do setor que ajudou a transformar a American Airlines em uma das companhias mais bem-sucedidas do país.

O valor das ações da American Airlines mais que dobrou desde a fusão com a rival, a US Airways, em 2013.

As duas companhias entraram em um processo de falência, mas a fusão criou a maior companhia aérea do mundo, levando em conta o número de passageiros transportados.

A American Airlines também registrou um lucro recorde de US$ 2,9 bilhões (cerca de R$ 8,6 bilhões) em 2014, um lucro que foi estimulado pela queda nos preços dos combustíveis e a redução da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.