Tamanho do texto

O saldo de transações correntes encerrou 2014 negativo em US$ 90,9 bilhões, maior déficit anual já registrado, superando o recorde de 2013, quando houve déficit de US$ 81,8 bilhões

O saldo das trocas de mercadorias e serviços do Brasil com o resto do mundo – as transações correntes – ficou negativo em US$ 5,736 bilhões em março. No acumulado dos três primeiros meses do ano, o déficit é US$ 25,394 bilhões. No mesmo período do ano passado, era US$ 27,734 bilhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (22) pelo Banco Central (BC).

LEIA MAIS:  Governo trabalha com expectativa de reverter déficit comercial em 2015

A conta de serviços, que inclui viagens internacionais transportes, aluguel de equipamentos e seguros, ficou deficitária em US$ 3,862 bilhões, puxada pelas despesas com viagens e transportes. O saldo comercial ficou positivo em US$ 230 milhões. O valor resulta de US$ 16,948 bilhões em exportações e US$ 16,718 bilhões em importações.

Na conta financeira, que inclui o investimento no exterior e investimento direto no país, houve saldo negativo de US$ 5,169 bilhões em março. Os investimentos diretos no exterior tiveram redução de US$ 329 milhões. Já os investimentos diretos no país aumentaram US$ 4,263 bilhões.

O saldo de transações correntes encerrou 2014 negativo em US$ 90,9 bilhões, maior déficit anual já registrado, superando o recorde de 2013, quando houve déficit de US$ 81,8 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.