Tamanho do texto

Segmento acumula altas de 1,3% no ano e de 4,7% no período de 12 meses; os setores de transportes e correios puxaram redução do ritmo de crescimento, indica pesquisa do IBGE

O setor de serviços teve crescimento de 0,8% na receita nominal em fevereiro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. A alta é inferior às observadas em janeiro (1,8%) e dezembro de 2014 (4%) e também o menor valor da série histórica, iniciada em 2012.

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o segmento acumula altas de 1,3% no ano e de 4,7% no período de 12 meses.

A queda da taxa de crescimento foi provocada principalmente pelo recuo de 1,9% da receita nominal no segmento de transportes, serviços auxiliares de transporte e correios. O segmento teve avanço de 2,1% em janeiro. A atividade de transporte aéreo foi a que teve a maior queda: 4,5%.

Outro segmento que teve declínio foi o de outros serviços, que caiu 0,2% em fevereiro, depois de uma estabilidade no mês anterior.

Além disso, houve segmentos do setor de serviços que tiveram crescimento em fevereiro, mas em ritmo inferior ao observado em janeiro. A taxa de crescimento dos serviços prestados às famílias, por exemplo, passou de 8,9% em janeiro para 6,8% em fevereiro. Já a taxa dos serviços profissionais, administrativos e complementares passou de 5,4% para 3,6%.

Os serviços de informação e comunicação tiveram alta de 0,6% em fevereiro, depois de queda de 1,9%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.