Tamanho do texto

Serão lançadas uma moeda de ouro, quatro de prata e quatro de circulação comum; 36 moedas serão lançadas até 2016

O Banco Central lançará, na próxima sexta-feira (17), no Rio de Janeiro, o segundo conjunto de nove moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, com uma moeda de ouro, quatro de prata e quatro de circulação comum.  O programa compreende ao todo 36 moedas, que serão lançadas até 2016.

Todos os projetos foram desenvolvidos pelas equipes do Banco Central e da Casa da Moeda do Brasil, com o suporte técnico do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, e são produzidas pela Casa da Moeda do Brasil.

A moeda de ouro do conjunto homenageia o Cristo Redentor e o Salto com Vara, um dos esportes que, segundo o BC, representa o lema olímpico “Citius, Altius, Fortius” (mais rápido, mais alto, mais forte).

Leia mais: BC lança primeira etapa de moedas comemorativas das Olimpíadas do Rio

As moedas de prata homenageiam o Rio de Janeiro: os anversos, com paisagens conhecidas onde o carioca pratica esportes como remo, corrida, ciclismo e vôlei de praia; os reversos, com aspectos da cultura e da natureza da cidade e do Brasil; e Tucano-de-Bico-Preto, Helicônia, Museu de Arte Contemporânea (MAC) e Chorinho que dão continuidade às quatro séries temáticas (Fauna, Flora, Arquitetura e Música Brasileira, respectivamente).

Os esportes Olímpicos e Paralímpicos são os destaques das moedas de circulação comum: basquetebol e vela representam dois dos esportes em que o Brasil conquistou mais medalhas em Jogos Olímpicos, e rugby e paracanoagem são as duas modalidades que passarão a fazer parte dos Jogos a partir de 2016.

As moedas de R$1 entrarão em circulação pela rede bancária e uma parte será vendida em embalagens especiais para coleção. O BC informou também que, após o lançamento, as moedas poderão ser adquiridas no site  do Banco do Brasil por meio de boleto bancário ou, no caso de correntistas do BB, débito em conta. As moedas também estarão à venda em algumas agências do Banco do Brasil.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.