Tamanho do texto

Executivo foi o centro de uma denúncia de suposta irregularidade em empréstimo para empresa de socialite

Val Marchiori negou irregularidades no empréstimo feito pelo BNDES e o BB
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Val Marchiori negou irregularidades no empréstimo feito pelo BNDES e o BB

Uma denúncia feita em outubro do ano passado envolveu dois personagens improváveis na mesma história: Aldemir Bendine , então presidente do Banco do Brasil e agora o todo-poderoso da Petrobras, e a socialite e empresária Val Marchiori. Na época, o executivo do BB teria conversado com Guido Mantega, ministro da Fazenda, e colocado o cargo à disposição.

Ex-estagiário do Banco do Brasil assume presidência da Petrobras

Reportagem do jornal "Folha de S. Paulo" relatou em outubro do ano passado que o BB teria concedido empréstimo de R$ 2,7 milhões a empresa Torke Empreendimentos, de Val Marchiori, a partir de uma linha subsidiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A operação seria contrária ao previsto em normas internas das duas instituições.

Segundo o jornal, Val Marchiori teria restrição de crédito por não ter pago empréstimo anterior ao BB. Além disso, mostrou a reportagem, a empresária não teria capacidade financeira para obter o financiamento.

BNDES, BB e Val Marchiori negaram a irregularidade, mas o fato teria arranhado a imagem de Bendine.