Tamanho do texto

Cidades o m² mais caro são Rio de Janeiro (R$ 10.847) seguida por São Paulo (R$ 8.323); valor médio é de de R$ 7.510

Reuters

O preço médio do metro quadrado dos imóveis anunciados em 20 cidades teve alta de 0,45% em novembro em relação a outubro, de acordo com o índice FipeZap Ampliado divulgado nesta quarta-feira (3).

O valor é menor do que a variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 0,59% esperada para o mês, considerando a expectativa de inflação no mês de novembro apurada pelo boletim Focus, do Banco Central.

Leia mais: Itaú Unibanco, fundo da Petrobras são multados em R$ 5,1 mi

Bilionário, Paulo Coelho entra na lista das 300 pessoas mais ricas da Suíça

Ou seja, em novembro houve queda em termos reais do preço médio anunciado dos imóveis, de acordo com comunicado à imprensa.

No mês anterior, o preço médio também mostrou alta de 0,45% ante setembro.

São Paulo (com alta de 0,26% em novembro sobre outubro) e Rio de Janeiro (onde os preços subiram 0,16% mês a mês) registraram, pelo segundo mês consecutivo, a menor variação mensal desde o início da série histórica.

O índice FipeZap Ampliado acumula alta de 6,35% em 2014, valor 0,68 ponto percentual superior ao IPCA do período, de acordo com o Focus.

A cidade com o metro quadrado mais caro continua sendo o Rio de Janeiro (R$ 10.847), seguida por São Paulo (R$ 8.323), diante de uma valor médio de R$ 7.510.