Tamanho do texto

A taxa básica de juros está no maior patamar dos últimos três anos e quatro meses

Na última reunião do ano, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central (BC), decidiu aumentar a taxa básica de juros (Selic) de 11,25% ao ano para 11,75% ao ano.

A decisão foi tomada por unanimidade e sem viés de alta (que indica a provável manutenção da taxa atual na próxima reunião do comitê). Com a alta da Selic, o BC espera controlar a inflação.

Para o consumidor, a oscilação da Selic influencia os juros cobrados em operações de crédito, como o rotativo no cartão e cheque especial.

A taxa é a principal ferramenta do BC para manter a inflação dentro da meta estabelecida pelo governo, que é de 4,5% em 2014, com limite máximo de 6,5%.

A 11,75%% ao ano, a Selic está no maior patamar dos últimos três anos e quatro meses.

Votaram os seguintes integrantes do Copom: Alexandre Antonio Tombini (presidente), Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, Luiz Awazu Pereira da Silva, Luiz Edson Feltrim e Sidnei Corrêa Marques