Tamanho do texto

As empresas mais reclamadas foram a B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime) e a Saraiva

A maior demanda foi registrada na página do Facebook, que recebeu 753 manifestações
Divulgação
A maior demanda foi registrada na página do Facebook, que recebeu 753 manifestações

O Procon-SP montou um plantão de atendimento especial para a Black Friday que ocorreu na última sexta-feira (28). O número de ligações e registros nas redes sociais e no site do órgão bateu recordes: das 19h do dia 27 de novembro até a meia-noite do dia 28 foram registrados 1.356 atendimentos.

A maior demanda foi registrada na página do Facebook, que recebeu 753 manifestações. 

As empresas mais reclamadas foram a B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime) e Saraiva. A Nova Pontocom (Pontofrio.com.br, casasbahia.com.br, e extra.com.br) também está na lista, mas foi a empresa com o maior índice de solução, acima dos 95%, considerado ideal pelo órgão.

Leia mais: Black Friday provoca greve e confusão pelo mundo

Os principais problemas relatados pelos consumidores foram produto ou serviço anunciado indisponível, sites intermitentes, e mudança de preço na finalização da compra. Estes registros somam 76% das demandas registradas.

“O plantão estruturado pelo Procon-SP mostrou que os consumidores estão cada vez mais atentos e mais informados. Por outro lado, mostrou também o descaso e a falta de respeito de algumas empresas que maquiaram preços, não cumpriram a oferta e, ainda, não atenderam seus clientes”, afirmou, em nota, o diretor executivo do Procon-SP, Alexandre Modonezi.

MAIS: Veja imagens da Black Friday pelo mundo