Tamanho do texto

Estabelecimentos querem dobrar número de compradores e terão descontos especiais para os primeiros clientes

Planta foi legalizada para uso recreativo no Colorado, nos Estados Unidos
Reprodução
Planta foi legalizada para uso recreativo no Colorado, nos Estados Unidos

As lojas de maconha dos Estados Unidos criaram uma nova versão da Black Friday, a Green Friday. Essa é a primeira data da promoção desde que o uso recreativo da droga foi aprovado no Colorado, em 2012.

Os estabelecimentos estão oferecendo descontos durante toda a semana, assim como grandes varejistas de outros setores.

"Queremos dobrar os quase 400 consumidores que recebemos diariamente", disse Connor Morrison, gerente da loja Grass Station, ao site Mashable.

O pacote com 28 gramas da erva, vendido a US$ 300, sairá por US$ 50 para os 16 primeiros compradores. O baseado, que custa em média US$ 10, sairá por US$ 1.

Cerca de 300 varejistas do Colorado já arrecadaram US$ 207 milhões em vendas apenas este ano – contribuindo com US$ 52,5 mil em impostos estaduais , licenças e taxas.

A legalização está se espalhando. Washington, onde os eleitores também legalizaram a maconha, realizou seu primeiro leilão de plantas em novembro e arrecadou US$ 600.000. No início do mês, eleitores no Alasca , Oregon e Washington aprovaram medidas eleitorais que tornaram a maconha legal.

Lojas que usam maconha e seus ingredientes ativos, como THC e CBD, em brownies e outros produtos de panificação, assim como em barras de chocolate , pirulitos, cafés e refrigerantes também estão se popularizando.