Tamanho do texto

Paralisação durou duas semanas e causou prejuízo diário de US$ 25 milhões

Reuters

Pilotos da Air France decidiram dar fim à greve de duas semanas, disse uma autoridade sindical à Reuters neste domingo (28).

A disputa girava em torno de planos para a nova operação de baixo custo, que provocaram a greve que tem custado até € 20 milhões (US$ 25 milhões) por dia.

"Eu posso confirmar que o SNPL [principal sindicato da companhia aérea] decidiu colocar um fim à greve", disse à Reuters Julien Doboz, porta-voz do sindicato SPAF, que também representa pilotos da Air France.

Paralisação de duas semanas causou prejuízo milionário para a Air France
Reuters/Patrice Masante
Paralisação de duas semanas causou prejuízo milionário para a Air France

Não havia um porta-voz do SPNL ou da Air France disponível para comentar.

Os pilotos têm tentado pressionar a Air France a oferecer os mesmos contratos àqueles que voam as novas unidades Transavia e aos que a companhia oferece aos próprios pilotos. A empresa tem argumentado que essa demanda é incompatível com o novo modelo de baixo custo.

Os pilotos decidiram terminar a greve sem chegar a um acordo com a companhia aérea francesa, embora as negociações tenham sido retomadas com a diretoria na noite de sábado.

O governo da França controla 16% do grupo e tem um assento no Conselho.

Veja também : o ranking dos aeroportos com pousos mais impressionantes do mundo



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.