Tamanho do texto

Tribunais do Trabalho de todo o Brasil realizam nesta semana leilões de itens bem inusitados, como gaiolas, lingeries, um touro e 20 caixas de azeitonas sem caroço

Nos leilões mais comuns, é possível arrematar carros, joias penhoradas ou imóveis. Mas nesta semana os Tribunais Regionais do Trabalho de todo o Brasil vão leiloar itens pra lá de incomuns. A 4ª Semana Nacional da Execução Trabalhista, que começou nesta segunda-feira (22) e termina na sexta-feira (26), reúne 24 tribunais.

O objetivo dos leilões é garantir o pagamento de dívidas trabalhistas em fase de execução. Cada tribunal será responsável por fazer seu leilão. Qualquer um pode fazer seu lance, basta ter um documento de identidade e procurar o órgão da Justiça Trabalhista de seu Estado.

Além dos itens mais tradicionais, como máquinas, imóveis e eletrodomésticos, os leilões dos TRTs oferecem itens pouco usuais. O tribunal cearense, por exemplo, listou um parque aquático localizado em Aquiraz, avaliado em R$ 1,07 milhão, dois caixões, um touro, duas vacas e centenas de conjuntos de lingeries.

No lote do TRT de Minas os produtos são mais comuns. Há maquinário industrial, equipamentos de informáticas, livros jurídicos e imóveis. Mas o tribunal também vai leiloar gaiolas.

A Justiça pernambucana também colocou em leilão itens inusitados, como um banheiro químico, um vestido de noiva, um camarote do estádo do Arruda, 1.828 litros de cerveja e 20 caixas de azeitonas sem caroço.

No Maranhão, o destaque é o lote com 350 perfumes. Já em Mato Grosso, o destaque são os jazigos de cemitério. Faz parte do lote sergipano uma ambulância com valor inicial de R$ 44 mil.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.