Tamanho do texto

Desde sua eleição, o papa não voltou a seu país, que enfrenta recessão e as consequências de um segundo default da dívida

Papa Francisco conversa com presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner durante uma audiência privada no Vaticano
REUTERS/Tony Gentil
Papa Francisco conversa com presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner durante uma audiência privada no Vaticano

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, visitou o papa Francisco no Vaticano neste sábado (20), onde ela disse que conversaram sobre o sistema financeiro global e a economia argentina durante o almoço.

LEIA MAIS: Argentina: exportações brasileiras de balas e chocolates já derreteram 60%

Ela o papa, que se encontraram várias vezes desde que Francisco foi eleito papa, tiveram relações tensas quando ele foi arcebispo de Buenos Aires, muitas vezes discutindo sobre as políticas sociais do governo.

Mas Cristina divulgou uma foto no Facebook neste sábado em que aparece junto com o papa diante de uma imagem da falecida primeira-dama Eva Perón.

Desde sua eleição em março de 2013, o papa não voltou a seu país, que enfrenta recessão e as consequências de um segundo default da dívida.

Cristina disse a jornalistas que ela e o líder dos 1,2 bilhão de católicos romanos discutiram uma votação de 9 de setembro pela Assembleia Geral das Nações Unidas para criar um marco legal para reestruturações de dívida soberana, motivada pela crise da dívida argentina.

"Falamos sobre todas essas coisas e ele pareceu muito feliz que as Nações Unidas tenham tomado essa decisão", disse ela no aeroporto de Ciampino, em Roma, após o encontro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.