Tamanho do texto

Rússia está monitorando de perto os preços aos consumidores depois que o Kremlin embargou a importação de alimentos

Reuters

O Brasil pode se dar bem com a decisão russa de proibir a importação de alimentos do Ocidente; a pecuária da Rússia, por exemplo, deve contar com reforço brasileiro
Reuters
O Brasil pode se dar bem com a decisão russa de proibir a importação de alimentos do Ocidente; a pecuária da Rússia, por exemplo, deve contar com reforço brasileiro

O Serviço Antimonopólio da Rússia informou nesta sexta-feira (5) que começou uma investigação dos maiores produtores de aves do país depois de receber denúncias de alta nos preços no varejo.

Leia mais: Europa pode ter prejuízo de € 5 bilhões por ano com embargo russo a alimentos

A Rússia está monitorando de perto os preços aos consumidores depois que o Kremlin embargou a importação de alimentos no valor de cerca de US$ 9 bilhões com origem na União Europeia, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Noruega, no início de agosto.

O bloqueio foi uma reação da Rússia a sanções ocidentais contra o papel de Moscou na crise da Ucrânia.

O Serviço Antimonopólio não citou nomes de companhias que está investigando. Os maiores produtores de carne da Rússia incluem a Cherkizovo e a Ros Agro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.