Tamanho do texto

Os produtos alimentícios tiveram queda de preços de 0,2% em agosto, de acordo com o INPC

Vitória foi a região metropolitana com maior INPC (0,91%)
Marcelo Camargo/ABr
Vitória foi a região metropolitana com maior INPC (0,91%)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias com renda até cinco salários mínimos, ficou em 0,18% em agosto.

Leia mais: Inflação sobe mais para famílias que ganham menos

A taxa é superior à registrada em julho (0,13%). No entanto, o INPC teve uma taxa menor do que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação para todas as faixas de renda e que ficou em 0,25% em agosto.

No ano, o INPC acumula taxa de 4,11%, acima portanto do IPCA (4,02%). Em 12 meses, a taxa é 6,35%, abaixo do IPCA (6,51%). Os produtos alimentícios tiveram queda de preços de 0,2% em agosto, de acordo com o INPC. Já os não alimentícios tiveram inflação de 0,35%.

Vitória foi a região metropolitana com maior INPC (0,91%) devido às altas da energia elétrica (9,85%) e da taxa de água e esgoto (5,25%), na localidade. Já Campo Grande teve a menor taxa (-0,13%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.