Tamanho do texto

Montadora adquiriu o mytaxi e o RideScout, aplicativos que oferecem serviços a pessoas que não têm carro

Reuters

A Daimler disse nesta quarta-feira (3) que comprou o mytaxi e o RideScout, dois aplicativos para smartphones que ajudarão a fabricante das limusines Mercedes-Benz a prover serviços a pessoas que não possuem carros.

A Daimler enfatizou que as aquisições não iriam perturbar a indústria de táxi existente, uma enorme base de clientes para a Mercedes-Benz, e buscou evitar a controvérsia causada pelo Uber, um serviço de motoristas baseado nos Estados Unidos.

Taxistas europeus e norte-americanos já fizeram vários protestos contra aplicativo de carona compartilhada, Uber
Reuters
Taxistas europeus e norte-americanos já fizeram vários protestos contra aplicativo de carona compartilhada, Uber

Este último oferece dois serviços principais, o Uber, seu clássico serviço de baixo custo de transporte por limusines, e o Uberpop, um serviço mais recente de compartilhamento de caronas, que conecta motoristas particulares a passageiros - uma prática estabelecida na Alemanha que, no entanto, opera em uma cinzenta área legal de normas que regem o transporte comercial.

A Daimler, por meio de sua subsidiária Moovel GmbH, comprou o mytaxi, baseado em Hamburgo, um aplicativo que permite a consumidores chamar um táxi, rastrear o processo, avaliar o serviço e pagar pela corrida usando um smartphone.

A Daimler também comprou o RideScout, baseado em Austin, nos EUA, que ajuda clientes a encontrar a melhor maneira de chegar a um destino usando transporte público e privado, bem como serviços de compartilhamento de carros.

A Moovel GmbH já detém a car2go, um serviço de compartilhamento de carros com mais de 850 mil clientes, e a Park2gether, que busca rastrear vagas disponíveis para quem procura estacionar.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.